BHRF relata experiência e vitórias em Curitiba

_

No último dia 14, o BHR feminino aterrissou em Curitiba para jogar contra a equipe homônima local. Com três vitórias – 22×5, 39×5 e 22×5 -, as atletas voltaram com as energias renovadas. “Foram os meus primeiros jogos vestindo a camisa do BH Rugby. Consegui fazer dois tries, fiquei satisfeitíssima e empolgada, o que me estimula ainda mais a fazer parte dessa equipe maravilhosa formada por pessoas dedicadas e esforçadas, que amam o rugby”, disse Rúbia Domingos, que fez sua estreia pelo clube.

Quer saber como foi? Neliana Soares, a ‘Neli’, relata a experiência paranaense.

 _

[Por Neliana Soares]

“No dia 13 de abril, saímos de BH às 18:19, chegando mais cedo do que o previsto em Curitiba. As meninas do time de lá providenciaram nosso transporte para o hotel Caravele, no centro da cidade. As caronas foram muito bem vindas, por sinal

No hotel, fizemos check-in, deixamos nossas coisas e fomos comer. Achamos uma pizzaria com rodízio e comemos por lá mesmo. Voltamos ao hotel para tomar banho e dormir.

No sábado, já estava combinado que o pessoal do Curitiba nos pegaria às 12:30, porque o jogo estava marcado pra começar às 14:00. Tomamos café mais cedo e lanchamos na padaria, já que não daria pra almoçar. Chegamos ao campo do Paraná Clube, o mesmo que recebe as etapas de Seven do Curitiba, para o aquecimento antes das partidas.

O Curitiba é um clube que reestruturou seu time feminino recentemente e conta com meninas de 14 a 18 anos em seu plantel. Duas delas participaram da seletiva da Selação Brasileira; a Gabriela foi chamada para o início das atividades da Seleção e, por isso não participou dos jogos.

O primeiro jogo foi lento e regado a nervosismo e insegurança das duas partes… Os times não se conheciam e a partida começou bem devagar. Alguns erros do Curitiba nos beneficiaram e, devido também à vantagem indiscutível no scrum, conseguimos fazer os tries. No segundo tempo, o Curitiba conseguiu pressionar um pouco mais e fazer um try. Placar final: 22 x 5.

Depois de uma pausa, o segundo jogo foi marcado pra começar 15:00. Sabíamos que o Curitiba entraria mais empolgado, principalmente por perceber nossas deficiências. Dava pra ouvir o técnico falando: “Nunca vi vocês jogando tão bem!”. Precisávamos jogar melhor…

O segundo jogo foi mais tranquilo com relação ao placar. Estávamos mais bem preparadas fisicamente e o cansaço não diminuiu a vontade de melhorar nossa performance. Dessa forma, conseguimos furar a defesa e marcar. Como na primeira partida, em um lance de pressão do Curitiba, elas conseguiram fazer o try de honra. Placar final: 39 x 5.

A terceira partida foi iniciada às 16:00 e o cansaço já se mostrava mais presente. Apesar de não haver tanta pressão para vencer a partida – a série já estava 2 x 0 ao nosso favor – era o momento de mostrar a consolidação do que treinamos. O scrum ainda se mostrou mais forte, mas o jogo foi mais disputado. Uma pancada de chuva dificultou a troca de passes dos dois lados, mas, mesmo assim, o placar final se repetiu: 22 x 5.

Para descontrair, fechamos o dia com um amistoso de ten-a-side misto, contando também com a presença dos treinadores. Os times se dividiram entre Betiba e Curigá. Novamente, as meninas com o uniforme do BH ganharam a partida. No terceiro tempo foram oferecidos sanduíches e frutas para repor as energias.

À noite, fomos a um boteco comemorar as vitórias e interagir com as meninas que jogaram oficialmente pela primeira vez: Rúbia e Manuela.

No dia seguinte, domingo, o Curitiba Rugby Clube nos ofereceu um tour pelos parques da cidade. Fizemos check-in do hotel após o café, às 9h, e seguimos no ônibus alugado para o passeio, em companhia das meninas do Curitiba. Visitamos o Jardim Botânico, o Bosque Alemão, o Parque Tanguá, o Parque Tingui, a Ópera de Arame, Bosque Zaninelli/Unilivre e o Memorial Ucraniano. Depois do passeio, fomos recebidos na casa da família [da atleta Amanda] Macedônio para um churrasco de confraternização entre o BH Rugby e o Curitiba Rugby Clube.

Saímos de Curitiba em dois voos, às 20h03 e às 20h45, chegando em BH no dia 15 de abril.”

_

EM by Alessandro Travassos | BH Rugby, Feminino

comentários